Mkt Eclat Clinica

CLACS: Tratamento de varizes sem cirurgia

CLACS: Tratamento de varizes sem cirurgia

O CLaCs é um tratamento para varizes e dilatação nas veias que combina duas técnicas: a ação do laser com a crio-escleroterapia para conseguirmos um resultado mais eficiente. Tanto que a sigla significa Crio Laser e Crio Escleroterapia.

O que é CLaCS?

A crioescleroterapia é uma escleroterapia que é realizada com um líquido a menos 40 graus. Ou seja, associando a ação do gelo (que é física) e uma ação química para levar a destruição do vaso varicoso e uma posterior absorção dele.

Já o laser, através da emissão de uma energia, também irá destruir a parede vaso doente, levando a uma reação inflamatória e posterior desaparecimento também.

Quando conseguimos associar as duas técnicas, temos um efeito mais eficiente com doses menos agressivas ao organismo.

Qual a diferença entre uma escleroterapia comum e o CLaCS?

A diferença é que na escleroterapia é usada única técnica para conseguir o efeito. Utiliza-se apenas uma ação química para destruir o vaso varicoso: um líquido injetado para provocar uma irritação na parede da veia provocando uma destruição e absorção pelo organismo.3

Já o CLaCS associa uma escleroterapia que pode ser utilizada tanto da forma gelada como convencional (sem o líquido estar gelado), além da ação do laser.

Dessa forma conseguimos potencializar o efeito utilizando o CLaCS tanto para microvarizes (que ocorrem em veias capilares) quanto para aquelas veias nutridoras, ampliando assim o campo de ação do mecanismo.

Indicações do CLaCS

O CLaCS pode ser indicado para qualquer paciente com varizes, respeitando as contraindicações. Ele pode ser utilizado diversos tipos de veias, como:

  • Veias capilares, que são mais fininhas e avermelhadas;
  • Veias arroxeadas, que são consideradas veias nutridoras e que tem o diâmetro um pouquinho maior, que normalmente seriam tratadas com cirurgia.

Contraindicações do CLaCS

Pacientes que tenham alergia a qualquer tipo de líquido utilizado na escleroterapia não deve fazer o procedimento, assim como pacientes com estado infecciosos e imunodeprimidos e estados infecciosos ativos.

Grávida pode fazer CLaCS?

Na gravidez, em especial, como é um período que propicia o aparecimento de varizes, o tratamento pode se tornar cansativo, pois mesmo depois do tratamento novas varizes podem continuar surgindo. Por isso o ideal é fazer depois de três a seis meses do nascimento do bebê.

Cuidados antes do procedimento

O Clacs não exige a realização de nenhum exame, mas é importante que o médico conheça todo o histórico do paciente de forma detalhada, além de fazer um exame físico minucioso.

Quando surgem algumas dúvidas é solicitado um ecodoppler de membros inferiores. Podemos realizar também um exame com um aparelho de realidade ampliada, que proporciona a visualização das veias que não são visíveis a olho nu.

Em uma situação mais delicada pedimos um exame chamado ecodoppler colorido venoso, superficial e profundo, dos membros inferiores.

Como o CLaCS é realizado?

Ele é realizado em ambiente de consultório e como utilizamos o frio, que anestesia, renunciamos a qualquer anestésico. É um procedimento praticamente indolor.

Primeiro o especialista aplica o laser na região, depois, ele entra aplicando uma injeção com o produto na veia varicosa que terminará de destruir o vaso já danificado.

Qual é médico habilitado para realizar o CLaCS?

É um procedimento médico e tem que ser feito por médico habilitado, de preferência angiologista e cirurgião vascular que tenha conhecimento das técnicas e suas complicações.

Qual o tempo de duração?

O tempo é muito relativo. O médico vai avaliar quantas sessões será necessário fazer em cada visita ao médico, dependendo da resposta do paciente ao tratamento. O procedimento, em média, demora de 30 a 40 minutos, dependendo da área tratada.

Cuidados após o procedimento

Após o procedimento, e mesmo antes, é muito importante evitar o sol. Sobre a retomada da rotina, não existe nenhum impedimento de realizar nenhum tipo de atividade: pode-se realizar atividade física e ir para o trabalho.

Além disso, é utilizado alguns cremes que visam diminuir tanto os efeitos inflamatórios quanto os hematomas do procedimento.

Complicações e riscos

As complicações são inerentes de qualquer tipo de procedimentos. Podem ocorrer manchas, cicatrizes, queloides, pequenas queimaduras, tromboses, lesões cutâneas etc. Todas essas complicações são atribuídas as técnicas de escleroterapia, tratamento com laser ou CLaCS.

Quer saber mais sobre o procedimento? Agende uma consulta com nossa Cirurgiã Vascular!

Posted by Mkt Eclat Clinica in Vascular
Harmonização Facial em favor da beleza

Harmonização Facial em favor da beleza

A harmonização facial é um conjunto de técnicas combinadas que são realizadas na face do paciente para trazer um equilíbrio entre beleza e minimizar os aspectos indesejados.

É importante lembrar que harmonia e simetria são coisas completamente diferentes! Todos nós temos um lado do rosto diferente do outro, algumas pessoas possuem o olho direito, por exemplo, maior do que o esquerdo, outros têm a bochecha esquerda menor do que a direita, entre outras assimetrias.  

Ninguém é cem por cento simétrico e igual e nem deveria ser, é necessário entender que a busca sempre deve ser por uma face harmônica e natural, que realce os seus verdadeiros pontos de beleza.

Simetria Facial GISELE BÜNDCHEN

Conhecido como um dos rostos mais lindo do mundo, a face da Gisele Bündchen, assim como a de todos nós, não possui as medidas e formas iguais dos dois lados. 

Podemos perceber na imagem a abaixo onde os dois lados da face dela foram divididos e duplicados fielmente. Vejam o resultado: o rosto dela “não simétrico” (primeira foto) é mais bonito do que as montagens que imitam rostos semelhantes em ambos os lados.

Simetria Facial ANGELINA JOLIE

Outra face bastante conhecida por sua beleza é da atriz Angelina Jolie, que da mesma forma demonstra que a face natural e não simétrica fica mais bela e harmônica do que o rosto exatamente igual dos dois lados. Confira as fotos abaixo:

Nossas diferenças e imperfeições fazem o conjunto do rosto ser único e insubstituível, e lógico bonito como ninguém. Gostaram das explicações? Já pararam para pensar nisso?

A maior beleza é sermos nós mesmo somos e usarmos a harmonização facial a nosso favor para transformar o que já é bonito em algo natural e harmônico. Agende já uma consulta com a Dra Aliny Gállico e descubra quais são seus pontos fortes de beleza!

Posted by Mkt Eclat Clinica in Nutrologia
SEROTONINA E INTESTINO – qual a relação?

SEROTONINA E INTESTINO – qual a relação?

Você sabia que o bom funcionamento do seu intestino está diretamente ligado ao seu humor? As evidências científicas mais recentes mostram uma relação bidirecional entre o cérebro e o intestino, e a produção de serotonina é um desses aliados.

A diarreia antes de uma reunião importante e o mal humor durante a constipação são exemplos bem conhecidos dessa interação. A comunicação entre esses órgãos ocorre por sinalização nervosa, endócrina e imunológica.

O que causa essa ligação?

O cérebro pode modular a motilidade, a permeabilidade e a secreção intestinal e assim interferir na microbiota.

Os ácidos graxos de cadeia curta (AGCC) – sintetizados pela microbiota a partir da fermentação de amidos não digeríveis – estimulam as células do intestino (porção distal do íleo) a sintetizarem peptídeos YY e GLP-1 (peptídeo-1 semelhante ao glucagon), que atuam no sistema nervoso central induzindo à saciedade e promovendo mudanças comportamentais.

Produção de serotonina

Assim como os AGCC, a serotonina também é secretada no intestino (sintetizadas pelas células enterocromafins) e gera efeitos no sistema nervoso central. Esse neurotransmissor atua na regulação do humor, do apetite e do sono e é sintetizado a partir do triptofano.

Alguns neurônios também têm capacidade para secretar serotonina, que é conhecida como o hormônio da felicidade. A deficiência desse neurotransmissor está associada a depressão, fibromialgia, ansiedade e irritabilidade.

O triptofano é um nutriente essencial para o funcionamento do organismo. Entretanto, o homem não é capaz de produzi-lo e por isso precisa obtê-lo a partir da alimentação. Ovo, abacate, peixes, carne de frango e ervilha são alimentos que contêm triptofano.

Inúmeras bactérias têm capacidade para sintetizar serotonina, entretanto é necessário uma microbiota saudável ou equilibrada para o intestino produzir serotonina

Serotonina e intestino

No intestino, a serotonina é capaz de: controlar a motilidade intestinal – aumentando ou reduzindo as contrações para permitir a digestão e a absorção dos nutrientes; controlar a secreção das enzimas digestivas; e estimular a percepção de náusea e dor.

Embora esse neurotransmissor seja essencial para o controle de funções vitais – respiração e funções neurológicas, por exemplo – mais de 80% dele é sintetizado e utilizado no intestino.

Quando há um desequilíbrio da microbiota intestinal ocorre redução na síntese de AGCC; redução da produção de muco que reveste o epitélio intestinal; e elevação da síntese de zonulina (substância que quebra as ligações entre os enterócitos).

Com isso ocorre o aumento da permeabilidade intestinal e inflamação. Nessas condições, o intestino não tem capacidade de sintetizar a quantidade adequada de serotonina.

Como manter a serotonina em níveis adequados?

Para manter a serotonina em níveis adequados é necessária uma alimentação saudável, capaz de fornecer substratos para a microbiota intestinal metabolizar AGCC e auxiliar na manutenção da integridade do epitélio intestinal, minimizando os riscos de do intestino não conseguir produzir a serotonina.

Quer saber mais como nosso cérebro e intestino estão conectados? Clique aqui e agende uma consulta com nosso nutrólogo, Dr Henrique Pelá!

Posted by Mkt Eclat Clinica in Nutrologia
Implante Capilar – Técnica FUE

Implante Capilar – Técnica FUE

A queda de cabelo é uma queixa comum entre homens e mulheres. Dentre os tratamentos, destaca – se o implante capilar FUE. Uma técnica de implante capilar pouco invasiva, que garante excelentes resultados. Entenda o que é a técnica FUE e como esse tratamento é realizado!

O que significa FUE?

FUE (Follicular Unit Extraction) é uma técnica de implante capilar que surgiu em 2002, em que se utiliza um bisturi redondo, com diâmetro de 0,8 a 1 mm, para a coleta das unidades foliculares.

A principal vantagem da técnica FUE é o uso de um bisturi redondo, muito pequeno que produz cicatrizes pouco perceptíveis.

Por oferecer resultados muito satisfatórios sem causar grandes cicatrizes no couro cabeludo dos pacientes, a FUE é um procedimento indicado para a maioria dos casos.

Para que seja indicado o implante FUE, primeiramente é necessária uma avaliação com o médico especialista, onde será analisada a situação do couro cabeludo e dos cabelos.

Quem pode fazer o implante capilar FUE?

A queda de cabelo pode ser motivada por uma série de fatores, como predisposição genética, doenças endócrinas, alterações psicológicas, doenças autoimunes, traumas, infecções, uso de medicamentos e alterações da estrutura capilar.

Apenas um exame clínico detalhado é capaz de indicar quem pode ou não fazer a FUE, por isso, é necessário que cada caso seja avaliado individualmente por um médico especializado.

Como é feito o implante FUE?

O uso da meia compressiva não foi associado à prevenção do aparecimento de varizes durante a gestação, porém em FUE é uma técnica minuciosa, mas relativamente simples e que oferece um resultado bastante natural!

Primeiro, os cabelos da área doadora devem ser raspados. Em seguida, o cirurgião começa o processo de extração dos folículos com o punch, instrumento que realiza a retirada dos folículos capilares. Esse aparelho é introduzido na área doadora e retira, folículo por folículo. Cada folículo pode conter de 1 a 6 fios.

Depois que a quantidade necessária de folículos capilares é retirada da área doadora, o cirurgião cuidadosamente implanta esses folículos na área calva.

A técnica FUE permite a retirada de folículos de outras áreas do corpo, como por exemplo, a barba e o tórax. Assim, pacientes que apresentem área doadora com baixa densidade, podem ter os folículos retirados da barba e do tórax também. Essa modalidade de FUE recebe o nome de body hair transplant.

Principais Vantagens da técnica FUE

A primeira vantagem da técnica FUE é que não há cicatriz linear aparente. Como a área do instrumento que retira os folículos capilares é menor do que 1 milímetro, a cicatriz é puntiforme, permitindo que o paciente utilize cabelos curtos na área doadora e fazendo com que a aparência fique bem mais natural no período de recuperação do procedimento.

Outra vantagem é que, por ser uma cirurgia simples, ela é um método menos invasivo, já que não há necessidade da retirada de uma parte do couro cabeludo e nem de pontos. Dessa forma, o pós operatório é muito mais tranquilo, e o paciente sente apenas um pequeno desconforto na área.

Além de todas essas vantagens, o paciente pode ter a certeza de que o resultado do procedimento fica muito natural. Isso porque, com a técnica FUE, os folículos são retirados de modo que a densidade da área doadora diminua e há um equilíbrio com a área receptora.

FUE: implante capilar sem cicatriz linear

O implante capilar FUE é uma das principais técnicas de implante capilar utilizadas por médicos de todo o mundo. Esse procedimento é altamente recomendado porque oferece um resultado mais natural, sem suturas ou dor.

A cicatrização acontece em até uma semana e é possível realizar uma nova sessão em menos de 30 dias.

Na Clínica Eclat você tem todo o suporte necessário para realizar o seu tratamento para queda de cabelo, seja por meio de procedimentos cirúrgicos, seja por tratamentos clínicos. Agende uma consulta e realize seu diagnóstico com a Dra Aliny Gállico. Aqui você realiza o seu implante capilar com toda segurança e conforto!

Posted by Mkt Eclat Clinica in Dermatologia, Todos
Varizes na Gestação

Varizes na Gestação

Dúvidas frequentes sobre varizes na gestação

Os benefícios dos implantes hormonais para os tratamentos de disfunções são enormes. Porém, como toda indicação se você tem planos para engravidar e sente os sintomas de varizes, como dores nas pernas, sensação de cansaço, câimbras, entre outros, é extremamente importante realizar um tratamento de varizes antes da gestação, pois devido à gravidez às veias já dilatadas pode chegar a dobrar ou triplicar de tamanho, gerando desconforto e fortes dores nas pernas.

Nesse texto separamos as dúvidas mais frequentes em consultório para orientar as mamães durante a gestação sobre os cuidados que devem tomar com a circulação, confira:

Por que as varizes aparecem durante a Gestação?

Cerca de 50 a 70% das gestantes irão desenvolver varizes durante a gestação, incluindo todas as apresentações clínicas, como vasinhos, microvarizes e varizes.

Isso acontece devido à combinação de diversos fatores, como aumentos hormonais de progesterona, compressão do útero, herança genética, aumento do sangue circulante e outras modificações fisiológicas.

Pela menos 2/3 dessas varizes irão surgir no primeiro trimestre da gravidez, indicando que as medidas de prevenção já devem ser tomadas no início da gestação ou, caso já se identifique fatores de risco, iniciem antes mesmo da gestação.

Quais são as medidas que devo tomar para prevenir problemas circulatórios durante a gravidez?

Não há nenhuma medida comprovada em estudos que evite o aparecimento de varizes e vasinhos.

Porém a consulta com cirurgião vascular antes da gravidez se faz importante para se identificar os fatores de risco que levam o aparecimento das doenças circulatórias, auxiliando no planejamento de medias de auxílio que possam ser iniciadas antes e durante a gestação, pensando no conforto da gestante e prevenção das complicações relacionadas.

Algumas medidas podem ser tomadas para a prevenção do aparecimento dos vasinhos e varizes em gestantes, são elas:

  • Controlar o peso durante a gravidez;
  • Praticar atividade física semanalmente – caminhada, alongamento, ioga, hidroginástica – para estimular a circulação venosa e linfática;
  • Fazer drenagem linfática semanal para auxiliar na redução e prevenção do inchaço nas pernas;
  • Repouso com os membros elevados várias vezes ao dia intercalado com os períodos de pé;
  • Evitar usar calças apertadas que garroteiem a circulação já no início da gestação.

Quais são as vantagens da meia de compressão durante a gestação?

O uso da meia compressiva não foi associado à prevenção do aparecimento de varizes durante a gestação, porém em caso sintomáticos, reduz os sintomas que as acompanham e previne complicações, como flebites, trombose e inchaço nas pernas.

Vale ressaltar que, mesmo sem o aparecimento de varizes, 50% das gestantes terão inchaço nas pernas, que pode ser controlado com o auxílio da meia compressiva.

Qual meia de compressão escolher na gestação?

No início da gestação, pode ser suficiente o uso de meia de compressão ¾ de classe 1 ou 2. Porém, durante a gestação, este tipo de meia pode gerar incômodo e ser necessária a troca para meia de compressão específica para gestante.

Outro fator que deve ser atentado é quanto ao tamanho da meia, que pode mudar com o avançar da gestação. Usar meias de tamanho inadequado pode piorar os sintomas.

Tenho varizes e desejo engravidar, devo tratar minhas varizes antes ou depois?

A escolha do momento certo do tratamento das varizes é muito individualizada e deve ser feito em decisão conjunta entre o (a) cirurgião vascular e a paciente.  

Para auxiliar nessa decisão, leve em consideração que durante a gravidez há uma tendência de piora das varizes, dos sintomas e aparecimento de complicações e, dessa forma, a opção do tratamento de casos mais avançados antes da gravidez pode ser mais seguro.

Tenho varizes e já estou grávida, há algum tratamento disponível durante a gestação?

Os tratamentos invasivos para varizes estão contraindicados durante a gravidez, por não haver estudos que comprovem segurança para a mãe e o bebê.

Porém o uso de alguns medicamentos pode auxiliar na redução dos sintomas, devendo ser prescritos por médico, pois são contraindicados em alguns casos.

Além dos medicamentos, as medidas para melhora da circulação devem ser feitas por todas as gestantes, associado ao uso de meia de compressão adequada ao seu caso.

Depois da gestação, quando estarei autorizada a tratar varizes e vasinhos da gravidez?

Nas seis primeiras semanas após o parto, o risco de complicações associadas aos procedimentos invasivos, como trombose, ainda é aumentado. Por este motivo, evitamos fazer qualquer procedimento nesse período.

Outro fator determinante é se a mulher está amamentando, pois torna alguns procedimentos e substâncias contraindicados.

Se você já está em período de gestação não poderá operar, mas a boa notícia é que se você estiver em sua primeira gestação, muitas vezes após o término da gravidez algumas veias que se encontram dilatadas podem voltar ao normal.

Para a segunda gestação, as veias doentes tendem a permanecer. Se for o seu caso, você deverá procurar um especialista em varizes após três meses do parto. Se possível pratique exercícios.

Ficou alguma dúvida em relação as varizes na gestação? Clique aqui e agende uma consulta com nossa cirurgiã vascular!

Posted by Mkt Eclat Clinica in Dermatologia, Todos
Quais os benefícios dos implantes hormonais para o organismo?

Quais os benefícios dos implantes hormonais para o organismo?

Procedimentos médicos como microagulhamento, intradermoterapia, prp e laser fotona

Os benefícios dos implantes hormonais para os tratamentos de disfunções são enormes. Porém, como toda indicação de hormônio, deve sempre ser feita com cautela!

Os implantes hormonais já são velhos conhecidos da medicina, eles eram usados inicialmente como anticoncepcionais, e o longo dos anos, trouxeram vários outros benefícios às mulheres.

Nos últimos tempos percebeu-se que os implantes hormonais podem ter outras aplicações que vão além de controlar o período reprodutivo da mulher.

E é sobre isso que iremos falar neste post, continue a leitura e descubra todos esses benefícios.

O que são implantes hormonais?

Os implantes hormonais são pequenos bastonetes bioabsorvíveis que são aplicados sob a pele, geralmente na região interna do braço.

Ele é minúsculo: tem em média meio centímetro, e seus efeitos duram entre seis meses e um ano. 

Internamente, eles carregam hormônios que podem variar entre testosterona, estradiol, progesterona, gestrinona, dentre outros.

Com o passar do tempo, os implantes vão liberando o hormônio no organismo, de acordo com sua necessidade.

O Chip da Beleza

O implante hormonal também ficou conhecido como Chip da Beleza, mas já vou logo adiantando que não há nada de mágico.

Na verdade, eles receberam esse nome pelo fato de as mulheres terem percebido que os implantes usados como anticoncepcionais possuíam gestrinona!  

A gestrinona é o hormônio que auxilia na perda de peso, na melhora da pele e em obter melhores resultados na academia. Mas, ele também possui alguns efeitos colaterais, tais como aumento de pelos, alteração da voz e aumento do clitóris.

Por isso, não há nada de mágico no chip da beleza, ele só contém uma alta carga de hormônios que causam um efeito anabolizante nas mulheres.

Quais os benefícios dos implantes hormonais?

Os benefícios dos implantes hormonais são de grande importância para o paciente quando feitos da forma correta indicada pelo médico. Eles são uma excelente ferramenta para a reposição hormonal, permitindo que a liberação ocorra gradativamente e de forma automática.

Os implantes podem ser feitos de silicone, nesse caso a substituição deve ocorrer dentro de determinado período que varia entre um ano. E há também um novo modelo, em forma de pellets, e que são totalmente absorvíveis pelo organismo.

Quando feitos com indicação médica, os benefícios esperados são:

  • Tratamento para doenças ginecológicas como endometriose, adenomiose, miomas, TPM, reposição hormonal da menopausa ou até como método contraceptivo
  • Para homens é feita a aplicação de testosterona, reduzindo os sintomas da andropausa
  • Prolongamento da qualidade de vida das pessoas
  • Melhora da memória
  • Fortalecimento do sistema imunológico
  • Aumento da libido
  • Diminuição dos níveis de cortisol (o hormônio do estresse)
Por que devo aderir aos implantes hormonais?

Hoje temos um grande avanço nessa área e, diferente do que ocorria no passado com hormônios ainda pouco estudados, a reposição pode ser indicada como uma opção de tratamento.

Nosso organismo necessita de uma série de hormônios para seu bom funcionamento, mas diversos fatores acabam impedindo essa produção naturalmente, seja fruto de alguma doença ou em função da idade.

Dessa forma, os benefícios do implante hormonal são excelentes, mas claro que se forem feitos por meio de um médico que saiba a indicação necessária para cada organismo.

Quer saber mais sobre os benefícios do implante hormonal em sua vida? Clique aqui e agende uma consulta com nossa especialista! Garanta mais qualidade de vida!

Posted by Mkt Eclat Clinica in Dermatologia, Todos
Afinamento do Cabelo – Tratamentos

Afinamento do Cabelo – Tratamentos

Procedimentos médicos como microagulhamento, intradermoterapia, prp e laser fotona

O cabelo é a moldura do rosto e diz muito sobre a nossa personalidade Além disso, um cabelo bonito, brilhante e bem cuidado, reflete diretamente na autoconfiança e autoestima de qualquer pessoa.

Várias podem ser as causas da queda de cabelo como, por exemplo: alterações genéticas e hormonais, além de fatores externos, como: exposição ao cloro, vento, calor, uso de secadores, chapinha ou penteados que exigem uma tensão maior dos fios podem danificar a haste dos cabelos, levando à quebra dos fios.

A queda de cabelo, que antes era um problema majoritariamente dos homens tem atingido cada vez mais o público feminino. Um dos primeiros sinais é a perda acentuada ou afinamento dos fios A boa notícia é que você não precisa sofrer com isso!

A tricologia pode ajudar os seus cabelos, pois ela é uma subespecialidade da dermatologia com resultados significativos em relação aos seus tratamentos. Conheça 4 técnicas inovadoras para o tratamento da
queda capilar

Intradermoterapia Capilar

A técnica de Intradermoterapia foi desenvolvida, na década de 50, na França. Esse tratamento clínico consiste na
aplicação de substâncias ativas diretamente no couro cabeludo, controlando ou amenizando a queda de cabelos
e também estimulando a nutrição e crescimento de novos fios.

Laser Fotona

Um procedimento inovador que consiste na aplicação direta do laser nas regiões afetadas, melhorando a
circulação sanguínea, levando mais oxigênio e nutrientes para a raiz dos fios. Ao mesmo tempo, são eliminadas
as toxinas que provocam a queda, diminuindo a perda e estimulando o crescimento dos fios mais fortes.

Microagulhamento Capilar

O Microagulhamento Capilar é uma técnica que consiste na utilização de um equipamento com microagulhas que
perfuram o couro cabeludo, causando mínimos ferimentos que estimulam a circulação sanguínea, ao mesmo
tempo em que injeta substâncias para estímulo do crescimento de novos fios de cabelo e engrossamento dos fios
existentes.

No caso do Microagulhamento Capilar, o procedimento funciona como um estimulante das células tronco
capilares.

Quer saber mais sobre esses procedimentos? Clique aqui e agende uma consulta com nossa dermatologista!

Posted by Mkt Eclat Clinica in Dermatologia, Todos
Ganho de peso e hormônios tireoidianos

Ganho de peso e hormônios tireoidianos

Quem nunca ouviu falar que o ganho de peso foi por culpa dos hormônios da tireoide?

A tireoide é uma glândula, que possui os hormônios tireoidianos, ela fica localizada na parte anterior pescoço. Ela age na função do coração, cérebro, fígado e rins. Esses hormônios também desempenham um papel importante no crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes, na regulação dos ciclos menstruais, na fertilidade, ganho de peso, na memória, na concentração e no humor.

Quando em perfeito estado de funcionamento, garante o equilíbrio e a harmonia do organismo. Se houver produção insuficiente ou exagerada dos hormônios tireoidianos temos o hipotireoidismo ou hipertireoidismo.

Hipotireoidismo – Hormônios da Tireoide

O hipotireoidismo é quando a glândula da tireóide não produz hormônios suficientes para a necessidade do organismo.

Hipertireoidismo – Hormônios da Tireoide

O hipertireoidismo é uma disfunção da glândula tireóide na qual ela produz hormônios em excesso, o que impacta
em diversas funções do organismo

Como identificar os hormônios da hipotireoidismo e do hipertireoidismo?

A semelhança entre os sintomas é um fator que dificulta o diagnóstico do tipo de doença na tireóide, por isso os
exames TSH sérico e ultrassom da tireóide são essenciais para fazer o diagnóstico.

Quando se fala em ganho de peso, nem toda variação é problema de tireóide, a maioria das pessoas não ganham peso por conta da redução do hormônio tireoidiano. Existem outras substâncias no organismo além dos hormônios T3 e T4 que participam do gasto metabólico e não se pode predizer qual a contribuição da variação de peso apenas em consequência desses hormônios.

Vários estudos apontam que as pessoas que ganham peso com hipotireoidismo aumentam o peso no máximo em
até 10%. Se tivermos hipotireoidismo e conseguirmos driblar nosso metabolismo com a prática de exercícios e
alimentação saudável não haverá ganho de peso. A obesidade é uma doença crônica com múltiplas causas como:
genética, ambiente, estilo de vida e fatores emocionais

É possível saber se o ganho de peso está relacionado à tireoide?

Para responder essa pergunta é preciso consultar um especialista para que seja investigada toda a sua história de vida. E lembre-se: Investigar a tireoide é importante, mas buscar manter hábitos de vida saudáveis é primordial.

Teve um ganho de peso significativo nos últimos tempos? Clique aqui e agende uma consulta com nosso nutrólogo para investigarmos as causas desse ganho de peso!

Posted by Mkt Eclat Clinica in Nutrologia
Depressão e Intestino

Depressão e Intestino

A conexão entre cérebro e intestino tem se revelado fundamental para a saúde emocional.

Não é por acaso que o intestino é considerado o nosso “segundo cérebro”. Nosso trato gastrointestinal é habitado por inúmeras espécies de bactérias que compõem a microbiota intestinal, – conhecida popularmente como flora intestinal – e exercem um papel importantíssimo na nossa saúde.

A saúde de todo o nosso organismo está conectada ao intestino.

A microbiota intestinal pode influenciar na nossa função cerebral. Isso porque ela é responsável pela produção de grande parte das substâncias neuroquímicas, como serotonina e dopamina, que o cérebro utiliza para regular alguns processos, como aprendizagem, memória e humor. Cerca de 90% da serotonina no organismo é produzida pelas células nervosas intestinais. Sua concentração, entretanto, pode ser reduzida pelo estresse.

Um ritmo de vida estressante combinado com uma dieta desequilibrada pode prejudicar tanto a digestão, quanto
desencadear sintomas de ansiedade, irritabilidade, mau humor, tristeza e até depressão.

Como prevenir esses sintomas?

Uma dieta baseada em alimentos altamente processados tem sido associada a menor diversidade de microrganismos intestinais, além disso, uma dieta não saudável pode, também, impedir que os grupos bacterianos benéficos se desenvolvam no nosso intestino.

Para auxiliar no diagnóstico, duas condições específicas devem ser investigadas: a disbiose intestinal e a hiperpermeabilidade intestinal.

Disbiose Intestinal

A disbiose intestinal é um desequilíbrio na flora intestinal em que existe alteração na quantidade e na distribuição
de bactérias no intestino, o que pode causar inflamação e levar à diminuição da capacidade do intestino em
absorver nutrientes.

Permeabilidade intestinal refere-se à facilidade com que as substâncias se movem através da parede. Quando as
junções das paredes do intestino se soltam, ele se torna mais permeável, o que pode permitir que bactérias e
toxinas desloquem-se do intestino para a corrente sanguínea.

Cuide-se!

Qualquer desequilíbrio intestinal tem o poder de desregular órgãos à distância. É por isso que exames específicos
devem ser aplicados antes de qualquer diagnóstico de depressão.

Está sentindo algum desses sintomas? Clique aqui e agende uma consulta com nosso nutrologo!

Posted by Mkt Eclat Clinica in Nutrologia
Procedimentos estéticos sem cortes

Procedimentos estéticos sem cortes

Técnicas Inovadoras e sem cortes que promovem excelentes resultados!

Manter a aparência jovem e bonita, mas sem aparentar que realizou procedimentos estéticos é o desejo da maioria das pessoas que procuram o consultório. A busca pela beleza e a procura por tratamentos menos invasivos aumentou com a pandemia.

Estamos vivendo a era da harmonização facial sem bisturi, com técnicas bem mais simples que uma cirurgia plástica convencional.

Neste texto iremos falar de 4 procedimentos estéticos que estão ganhando cada vez mais visibilidade e proporcionando resultados naturais, que vão desde a perda de gordura, lifting do rosto, até rejuvenescimento e reposição de colágeno. E o melhor de tudo isso: dispensam o uso de bisturi e anestesia geral.

BOTOX + ÁCIDO HIALURÔNICO

Liderando o ranking de procura estão, o botox e o preenchimento com ácido hialurônico, eles proporcionam resultados excelentes e possuem grande indicação na medicina estética.

Ambos são procedimentos sem cortes realizados no próprio consultório dermatológico e que não precisam de internação e sedação.

Eles são recomendados para diminuir os efeitos do processo natural do envelhecimento.

Toxina Botulínica

A toxina botulínica, popularmente conhecida como “botox”, reduz ou elimina rugas de expressão pela paralisação da ação muscular na região em que é aplicada.

Os efeitos começam a ser percebidos entre 7 a 15 dias e possui durabilidade de até seis meses, quando os efeitos começam a desaparecer e os músculos faciais voltam a reagir.

Ácido Hialurônico

Os preenchimentos, por sua vez, corrigem desde lábios finos, ângulo de mandíbula, maçãs do rosto e modelação do nariz. Eles também oferecerem o benefício de um lifting tradicionalmente cirúrgico e não exigem um período de repouso do paciente.

Com resultados que podem ser percebidos imediatamente, o preenchimento feito com ácido hialurônico, pode durar até um ano e meio.

Skinbooster

Outra técnica muito utilizada para quem está em busca da beleza é o Skinbooster. Ele é feito com um tipo de ácido hialurônico menos reticulado (mais líquido), que é injetado bem na camada superficial da pele e causa um efeito de hidratação e formação de colágeno.

Essa técnica não tem a intenção de preencher, mas sim de deixar a pele mais hidratada, viçosa e com uma aparência mais jovem.

Lipo de Papada

Além dos procedimentos citados acima, a novidade do momento é a Lipo de Papada, que substitui as tradicionais técnicas invasivas, antes limitadas à lipoaspiração ou lifting facial de pescoço.

A técnica é realizada sem cortes e sem dor, através do uso de microinjeções, que ao serem aplicadas na região conseguem deixar o rosto livre da indesejável papada.

Essas microinjeções quebram as células de gordura ao redor do pescoço, eliminando completamente a área conhecida como “queixo duplo”.

Estes são excelentes tratamentos para quem quer realçar a beleza sem se submeter a tratamentos cirúrgicos!

Quer saber mais sobre esses procedimentos? Clique aqui e agende uma consulta com nossa dermatologista!

Posted by Mkt Eclat Clinica in Dermatologia, Todos