Rodrigo Costa Claro

Sua alimentação pode ajudar no tratamento da ansiedade?

Sua alimentação pode ajudar no tratamento da ansiedade?

A ansiedade, que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, é um distúrbio caracterizado por preocupação excessiva diante de situações consideradas preocupantes ou estressantes.

A alimentação não balanceada é um dos fatores que colabora para essa condição, todavia, uma alimentação equilibrada proporciona uma série de benefícios que combatem o desânimo e a perda de energia.

Como é a sua alimentação? Você consome alimentos frescos e naturais ou anda comendo muita comida processada, frituras e doces?

Se você engasgou na resposta da segunda pergunta, está na hora de buscar refeições mais saudáveis. Como diz aquele velho ditado, “você é o que você come”, em outras palavras, o fato é que os alimentos que ingerimos também afetam o nosso emocional.

O consumo de alimentos que combatem a ansiedade aceleram a produção de serotonina e dopamina, responsáveis por uma sensação de prazer.

A alimentação regular para diminuir e controlar a ansiedade deve incluir alimentos ricos em magnésio, ômega-3, fibras, probióticos e triptofano. Esses nutrientes ajudam a regular a flora intestinal e estimulam a produção de serotonina, também conhecida como hormônio da felicidade, promovendo o relaxamento e ajudando a combater a
ansiedade.

Engana-se quem acredita que consumir alimentos ricos em açúcares ajuda a combater a ansiedade. Esses alimentos proporcionam apenas uma sensação de prazer momentâneo.

No geral a ingestão de legumes, frutas, carne magra, frutos do mar, oleaginosas e cereais integrais, contêm nutrientes ricos em vitaminas e aminoácidos. Eles são benéficos aos ansiosos, pois têm a capacidade de melhorar o humor, tranquilizar e trazer mais disposição.

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos
Você está dormindo bem?

Você está dormindo bem?

Bocejos ao longo do dia, dor de cabeça, falta de atenção, cansaço excessivo, problemas de memória e mau humor. Isso faz algum sentido pra você? Todos esses sintomas podem aparecer depois de uma noite mal dormida.

Talvez você ainda não tenha parado para pensar, sobre a qualidade do sono e o quanto ela influencia no seu desempenho diário. Pois, saiba que dormir bem não é um luxo, mas uma atividade importante para manter o organismo funcionando corretamente.

Enquanto você dorme, ocorre uma série de processos metabólicos importantes, que garantem o equilíbrio e a harmonia do seu organismo. Assim, a qualidade do sono não é importante apenas para você descansar e se sentir mais disposto, mas também para liberar hormônios, controlar o apetite e ainda contribui para o rejuvenescimento da sua pele.

Você sabia que o Brasil está entre os países que menos dormem no planeta?

A maioria dos distúrbios do sono não são detectados e tratados porque, em geral, as pessoas desconhecem que
o problema é tratável. Talvez devido a essa falta de conhecimento, o paciente também deixa de relatar problemas
de sono durante as consultas médicas, o que dificulta o acesso do profissional às informações que permitiriam o
diagnóstico e o tratamento.

Se não tratadas de forma eficiente, as noites mal dormidas podem provocar desde acidentes à doenças graves,
como por exemplo:

  • Fraqueza do sistema imunológico;
  • Obesidade;
  • Dificuldade de concentração;
  • Envelhecimento precoce;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Diabetes;
  • Problemas cardíacos;
  • Baixa libido;
  • Hipertensão, entre outros.

Alguns comportamentos durante o sono como o ronco, a dificuldade para adormecer e despertar muitas vezes
durante a noite podem indicar a presença de algum distúrbio.

Se você apresenta um ou mais dos sintomas mencionados, é importante procurar um médico para diagnosticar o
problema que tem prejudicado a qualidade do seu sono, afinal, a sua vida depende disso.

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos
Você sabe quais são as causas das quedas de cabelo?

Você sabe quais são as causas das quedas de cabelo?

A queda de cabelo não é considerada uma doença, é na verdade um sintoma.

Você sabia que é normal perder cerca de 100 fios de cabelo por dia? Essa é a média considerada aceitável, pois os fios possuem um ciclo de crescimento e queda natural. Porém, ultrapassar essa quantidade pode significar que toda a sua estrutura capilar está fragilizada, desde a raiz até as pontas, por isso a atenção deve ser redobrada.

Quando é necessário se preocupar com a queda de cabelo?

Quando os fios começarem a ficar quebradiços, você deve procurar um médico para uma avaliação e verificar o que está acontecendo, pois esse pode ser o primeiro sinal do problema.

Pesquisas apontam que 25% das brasileiras entre 35 e 40 anos e 50% daquelas com mais de 40 anos sofrem sim, os dados são assustadores, mas calma! Antes de entrar em desespero, é importante analisarmos caso a caso.

Vários fatores afetam na saúde dos cabelos, levando-os a cair, alguns podem ser pontuais como: pós-cirurgia, gestação, febre e infecções, resultando na queda capilar mais acentuada por um determinado momento.

Em outros casos, a queda pode ser ocasionada devido a procedimentos químicos em excesso (coloração, escova progressiva, relaxamento), falta de vitaminas, anemia, estresse, alterações hormonais, excesso de bebidas alcoólicas, tabagismo e até dermatite seborréica (caspa). Se o seu caso for algum desses, é preciso procurar um médico para indicar o melhor tratamento.

Além disso, existem as quedas genéticas, que são aquelas sem causa definida e as endócrinas ou metabólicas (tireoide ou doenças crônicas). Para todas as causas, há cuidados específicos. Portanto, diagnosticar é o passo prioritário antes de começar o tratamento.

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos
7 motivos que levam a falta de libido

7 motivos que levam a falta de libido

Descontados os problemas físicos que podem levar às disfunções sexuais, a falta de desejo sexual é queixa predominante entre as mulheres, e o problema quase sempre está relacionado à aspectos emocionais ou socioculturais. Por esse motivo, atualmente, a medicina sexual vem ganhando cada vez mais espaço para
demonstrar o quanto a satisfação sexual feminina é essencial para a qualidade de vida da mulher e de suas
relações amorosas.

O desejo sexual feminino pode ser influenciado por problemas emocionais multifatoriais, como baixa autoestima e depressão. Além disso, é preciso avaliar com cuidado as possíveis causas orgânicas, psicológicas ou decorrentes do uso de algum medicamento, que, como efeito colateral, pode estar provocando a falta de libido.

Dos diversos fatores que podem influenciar na falta de desejo sexual, o desequilíbrio hormonal pode ser um deles.

Os hormônios que controlam a libido nos homens e nas mulheres é a testosterona. Como os níveis de hormônios sexuais diminuem com a idade, é de se esperar que o desejo sexual também possa diminuir, porém isso não é uma regra.

O que causa a falta de desejo nas mulheres?
Relacionamos 7 motivos que podem levar à falta de libido:

  • Aspectos socioculturais
  • Problemas emocionais como depressão e estresse
  • Situações de desgaste no relacionamento
  • Menopausa
  • Pós-gravidez
  • Disfunção hormonal
  • Uso de medicamentos, como antidepressivos e alguns tipos de antibióticos.

Para chegar a um diagnóstico, o diálogo entre médico e paciente é fundamental. É importante identificar a causa da falta de libido o mais rápido possível, pois desta forma, o problema pode ser resolvido sem maiores complicações.

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos
Relação entre a prática de exercício e a logevidade

Relação entre a prática de exercício e a logevidade

Quem tem músculos vive mais!

Está enganado quem acredita que os músculos só servem para aumentar a autoestima diante do espelho. Por trás da perda de massa e força muscular se esconde uma condição que se não for contida, pode reduzir a expectativa e a qualidade de vida.

O perigo é que justamente a partir dos 40 anos começa a decadência muscular, e ninguém escapa disso. Essa perda
de músculos associada ao envelhecimento é conhecida como sarcopenia. Dados da Sociedade Brasileira de
Geriatria e Gerontologia indicam que 46% dos brasileiros acima de 80 anos sofrem disso.

Uma pesquisa realizada pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, depois de acompanhar um
grupo de 839 idosos ao longo de aproximadamente quatro anos, apontou que o risco de mortalidade foi quase 63 vezes maior entre as mulheres com pouca massa muscular, isso revelou a importância de músculos para a longevidade.
Cerca de 40% dos óbitos resultaram de doenças cardiovasculares, por insuficiência cardíaca.

Há três fatores relacionados a isso:

  1. O primeiro fator é que o indivíduo que sofre de doença cardíaca tem menos músculos porque qualquer
    doença crônica é uma inflamação e a inflamação diminui a produção muscular;
  2. O segundo fator é o sedentarismo, pois a prática de atividade física é excelente para estimular o sistema
    cardiovascular;
  3. Dieta pobre em proteínas.

É possível recuperar a massa muscular perdida?

A resposta é SIM! Mesmo que o indivíduo não tenha hábitos saudáveis desde os 20 anos, ele ainda consegue ganhar
ou recuperar a massa perdida. Para isso, é importante que a partir dos 40 anos mantenha-se uma rotina de exercícios
físicos e uma dieta rica em proteínas de origem animal como peixes, ovos, carnes, ou proteínas de origem vegetal
como feijão, grão de bico, lentilha e amêndoas, por exemplo. Não estamos falando aqui de dietas “low carb”, em
que a pessoa aumenta demais o consumo de carne. O importante é que se mantenha uma boa ingestão de proteínas,
além de praticar atividade física regularmente, como musculação com uso de pesos. Os resultados aparecem ainda
mais rápidos com uma prescrição alimentar correta, elaborada por um nutricionista seguida de acompanhamento
médico.

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos
Preenchimento de olheiras com ácido hialurônico

Preenchimento de olheiras com ácido hialurônico

Procedimento promete dar adeus definitivo ao corretivo


Nossos olhos expressam emoções e seus sentimentos, mas quando são marcados por olheiras, perdem todo o brilho e a beleza, não é mesmo?


Com o passar dos anos o nosso corpo reduz a produção de colágeno e elastina (substâncias responsáveis pela sustentação e elasticidade da pele), ocasionando as olheiras profundas. Além disso, fatores como genética, dieta, tabagismo, cansaço físico, alergias, estresse, alterações hormonais e a melanina podem causar uma piora do quadro.7

A notícia boa é que é possível tratar os diferentes tipos de olheira através do preenchimento com ácido
hialurônico.

O preenchimento é um grande aliado no tratamento das olheiras profundas.

Benefícios do preenchimento de olheiras

  • Rejuvenescimento do olhar;
  • Melhora o aspecto de cansaço e tristeza;
  • Suaviza a aparência de olheiras profundas;
  • Pode haver o clareamento das olheiras, devido à expansão da pele;
  • Embelezamento.

Além dos benefícios citados, o procedimento é minimamente invasivo e os resultados são visíveis em pouco tempo.

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos
Porosidade Capilar – Saiba o que é e como identificar e tratar o seu cabelo.

Porosidade Capilar – Saiba o que é e como identificar e tratar o seu cabelo.

Porosidade capilar é a capacidade que o cabelo tem de absorver água e outros nutrientes. Isso ocorre por causa de um desequilíbrio das cutículas que protegem a fibra capilar.

Fios opacos, extremamente ressecados, ásperos e quebradiços são algumas características da porosidade capilar, problema este que quase todo mundo já ouviu falar, mas poucos sabem como tratar. Mas, calma, nada de desespero! Afinal, ter um pouco de porosidade é normal.

Quais os níveis de porosidade do cabelo?
Existem três níveis de porosidade capilar:
Porosidade baixa: as cutículas capilares são muito fechadas, dificultando que os nutrientes (hidratantes e óleos)
penetrem na fibra capilar.

Porosidade média: esse é o nível de porosidade considerado ideal, pois as cutículas dos fios são um pouco abertas, o que facilita a absorção de nutrientes.

Porosidade alta: nesse nível de porosidade, as cutículas dos fios estão sempre abertas, o que faz com que os cabelos
percam facilmente os nutrientes, apresentando ressecamento e falta brilho. Além disso, esse estado pode interferir até
mesmo na manutenção da coloração dos cabelos tingidos.

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos
Transplante Capilar

Transplante Capilar

Procedimento que garante resultado duradouro e a recuperação da autoestima.

Poucas situações afetam de maneira tão significativa a autoestima de um homem como a calvície. Segundo estudos,
o impacto emocional pode ocasionar problemas como ansiedade, depressão, além de alterações nos relacionamentos
pessoais e profissionais.

Uma aparência mais atrativa reflete diretamente no resgate da autoestima e na retomada da confiança de qualquer pessoa. Os motivos vão desde a ascensão profissional até um desempenho melhor e mais seguro nas relações sociais
e afetivas. Por isso, torna-se cada vez mais frequente a procura por tratamentos que ofereçam bons resultados e que sejam duradouros.


Com o aperfeiçoamento das técnicas do transplante capilar, tanto homens quanto mulheres buscam esse tipo de
procedimento para preencher a falta de fios na cabeça em decorrência da calvície e/ou queda de cabelo.
Um estudo realizado pela Sociedade Internacional de Cirurgia de Restauração Capilar (ISHRS) aponta que embora,
os homens sejam a maioria dos pacientes que realizam o transplante capilar, a procura pelo tratamento da calvície
por pacientes do sexo feminino vem aumentando progressivamente a cada ano e atualmente, 85% da cirurgias são feitas em homens e 15% são realizadas em mulheres.

Normalmente as pessoas que procuram pelo transplante capilar, já foram submetidas a outros tipos de tratamentos
que não produziram resultados significativos. Além disso, muitos desconhecem as técnicas cirúrgicas modernas e receiam obter um resultado artificial.

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos
Alimentos Rejuvenescedores

Alimentos Rejuvenescedores

Alguns alimentos atuam como rejuvenescedores naturais e aumentam a  nossa longevidade. Eles são ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes capazes de melhorar o funcionamento celular, eliminando as toxinas do corpo e até ajudam a prevenir doenças graves como o mal de Alzheimer e o câncer.

Alguns deles são: O chá de hibisco, óleo de coco, açafrão da terra conhecida como cúrcuma, abacate, couve, brócolis e cacau!

 O Chá de hibisco, verde e branco: eles são riquíssimos em antioxidantes, portanto ajudam a prevenir o envelhecimento precoce do organismo como um todo

Já o óleo de coco: tem diversas funções protetoras para o nosso corpo. Auxilia na perda de peso e no controle da diabetes, protege contra infecções, previne perda de densidade óssea, reduz gordura abdominal, e melhora a função cerebral em pacientes com Doença de Alzheimer.

Açafrão-da-terra (cúrcuma)  trata-se de um poderosíssimo tempero anti-inflamatório. Tem demonstrado amplos benefícios no tratamento das artrites. Além disso tem propriedades a anticancerígenas e atua na prevenção da doença de Alzheimer.

Abacate: fruta rica em antioxidantes, vitamina E e clorofila. Ajuda a deixar a pele com uma aparência rejuvenescida. Também é rica em ácido fólico o que previne doenças congênitas durante a gestação.

Couve: é rica em vitamina C, ferro, cálcio e potássio quando consumida in natura. Pode desacelerar o processo de envelhecimento e até ajudar na prevenção de câncer.

Brócolis: é um vegetal crucífero rico em antioxidantes como o indol-3-carbinol e vitaminas como ácido fólico, que ajudam a prevenir o desenvolvimento de vários tipos de câncer.

Cacau: é considerado um dos alimentos com maior concentração de antioxidantes. O flavonoide, antioxidante encontrado em grande quantidade no cacau,  previne doenças cardiovasculares e combate o envelhecimento precoce da pele.

Quer saber mais? Entre em contato agora com a nossa clínica para obter mais informações através deste link: https://bit.ly/2Ju0ChM

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos
Depressão e estilo de vida

Depressão e estilo de vida

Dizem que a depressão é o mal do mundo moderno. Atualmente é uma das maiores causas de afastamento no trabalho, e apesar de apresentar caráter psicológico, a depressão não deixa de ser também uma doença hormonal e fisiológica.

O estilo de vida do homem moderno tem desencadeado o gatilho para essa doença. Entre os principais fatores relevantes que estão por trás da sensação de tristeza e depressão, estão:

O estresse, que é o estímulo exacerbado a produção de cortisol e adrenalina em ambientes de trabalho estressantes pode levar aos chamados casos de síndrome de burnout

Deficiências nutricionais devido a uma alimentação pobre em nutrientes, que leva a deficiência de zinco, vitamina d, vitamina c, selênio, magnésio, ferro e ômega 3, ocasionando a apatia e tristeza.

O sedentarismo também é uma das principais causas dos sintomas depressivos. A prática de atividade física regularmente, portanto, é fundamental para prevenção e tratamento da depressão.

Um sono de baixa qualidade leva à alterações no ciclo circadiano, prejudicando a produção dos hormônios necessários para as atividades diárias. A consequência disso é a constante sensação de cansaço, tristeza e indisposição.

Se você está passando por um período assim, além de procurar ajuda psicológica, procure também um médico para avaliar seus exames!

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos