ansiedade

Sua alimentação pode ajudar no tratamento da ansiedade?

Sua alimentação pode ajudar no tratamento da ansiedade?

A ansiedade, que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, é um distúrbio caracterizado por preocupação excessiva diante de situações consideradas preocupantes ou estressantes.

A alimentação não balanceada é um dos fatores que colabora para essa condição, todavia, uma alimentação equilibrada proporciona uma série de benefícios que combatem o desânimo e a perda de energia.

Como é a sua alimentação? Você consome alimentos frescos e naturais ou anda comendo muita comida processada, frituras e doces?

Se você engasgou na resposta da segunda pergunta, está na hora de buscar refeições mais saudáveis. Como diz aquele velho ditado, “você é o que você come”, em outras palavras, o fato é que os alimentos que ingerimos também afetam o nosso emocional.

O consumo de alimentos que combatem a ansiedade aceleram a produção de serotonina e dopamina, responsáveis por uma sensação de prazer.

A alimentação regular para diminuir e controlar a ansiedade deve incluir alimentos ricos em magnésio, ômega-3, fibras, probióticos e triptofano. Esses nutrientes ajudam a regular a flora intestinal e estimulam a produção de serotonina, também conhecida como hormônio da felicidade, promovendo o relaxamento e ajudando a combater a
ansiedade.

Engana-se quem acredita que consumir alimentos ricos em açúcares ajuda a combater a ansiedade. Esses alimentos proporcionam apenas uma sensação de prazer momentâneo.

No geral a ingestão de legumes, frutas, carne magra, frutos do mar, oleaginosas e cereais integrais, contêm nutrientes ricos em vitaminas e aminoácidos. Eles são benéficos aos ansiosos, pois têm a capacidade de melhorar o humor, tranquilizar e trazer mais disposição.

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos
Você está dormindo bem?

Você está dormindo bem?

Bocejos ao longo do dia, dor de cabeça, falta de atenção, cansaço excessivo, problemas de memória e mau humor. Isso faz algum sentido pra você? Todos esses sintomas podem aparecer depois de uma noite mal dormida.

Talvez você ainda não tenha parado para pensar, sobre a qualidade do sono e o quanto ela influencia no seu desempenho diário. Pois, saiba que dormir bem não é um luxo, mas uma atividade importante para manter o organismo funcionando corretamente.

Enquanto você dorme, ocorre uma série de processos metabólicos importantes, que garantem o equilíbrio e a harmonia do seu organismo. Assim, a qualidade do sono não é importante apenas para você descansar e se sentir mais disposto, mas também para liberar hormônios, controlar o apetite e ainda contribui para o rejuvenescimento da sua pele.

Você sabia que o Brasil está entre os países que menos dormem no planeta?

A maioria dos distúrbios do sono não são detectados e tratados porque, em geral, as pessoas desconhecem que
o problema é tratável. Talvez devido a essa falta de conhecimento, o paciente também deixa de relatar problemas
de sono durante as consultas médicas, o que dificulta o acesso do profissional às informações que permitiriam o
diagnóstico e o tratamento.

Se não tratadas de forma eficiente, as noites mal dormidas podem provocar desde acidentes à doenças graves,
como por exemplo:

  • Fraqueza do sistema imunológico;
  • Obesidade;
  • Dificuldade de concentração;
  • Envelhecimento precoce;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Diabetes;
  • Problemas cardíacos;
  • Baixa libido;
  • Hipertensão, entre outros.

Alguns comportamentos durante o sono como o ronco, a dificuldade para adormecer e despertar muitas vezes
durante a noite podem indicar a presença de algum distúrbio.

Se você apresenta um ou mais dos sintomas mencionados, é importante procurar um médico para diagnosticar o
problema que tem prejudicado a qualidade do seu sono, afinal, a sua vida depende disso.

Posted by Rodrigo Costa Claro in Todos
Cuidar da mente é cuidar da saúde!

Cuidar da mente é cuidar da saúde!

Neste período não é incomum ouvir relatos de pessoas que estão se sentindo mais ansiosas. Realmente os tempos são incertos, mas como médicos, também é nossa função orientar o cuidado com a saúde mental – afinal tudo está interligado não é mesmo?

A ansiedade nos causa diversos sintomas físicos como palpitação, suor excessivo, rubor facial, sensação de sufocamento, falta de ar, tremores, trepidações, insônia, entre outros. Além dos sintomas físicos, quadros de ansiedade são acompanhados de pensamentos desordenados, pessimistas e medo excessivo.

Em situações consideradas ameaçadoras, nosso sistema nervoso simpático é ativado causando as reações físicas. Para atenuá-los, é interessante buscar mecanismos para ativar o sistema parassimpático como as técnicas de respiração profunda. Além disso, há outras formas as quais é possível prevenir e evitar estes sintomas:

– Consuma chás com ação calmante: camomila, erva cidreira e melissa
– Pratique sempre exercícios físicos
– Tente praticar a meditação ou yoga
– Aumente vitaminas do complexo B, magnésio e triptofano encontrados em alimentos como folhas escuras, quinoa, grão de bico, abacate, semente de abóbora e castanhas
– Substitua o café comum por descafeinado
– Exposição solar diária, por pelo menos 20 minutos
– Não deixe de fazer coisas que gosta e não se cobre tanto! Não deixe de fazer coisas que gosta e não se cobre tanto!
E você, como está se sentindo nessa quarentena?

Cuidar da mente é cuidar da saúde!

Posted by Clínica Eclat in Todos, 1 comment