Varizes na Gestação

Nesse texto separamos as dúvidas mais frequentes em consultório para orientar as mamães durante a gestação sobre os cuidados que devem tomar com a circulação

Dúvidas frequentes sobre varizes na gestação

Os benefícios dos implantes hormonais para os tratamentos de disfunções são enormes. Porém, como toda indicação se você tem planos para engravidar e sente os sintomas de varizes, como dores nas pernas, sensação de cansaço, câimbras, entre outros, é extremamente importante realizar um tratamento de varizes antes da gestação, pois devido à gravidez às veias já dilatadas pode chegar a dobrar ou triplicar de tamanho, gerando desconforto e fortes dores nas pernas.

Nesse texto separamos as dúvidas mais frequentes em consultório para orientar as mamães durante a gestação sobre os cuidados que devem tomar com a circulação, confira:

Por que as varizes aparecem durante a Gestação?

Cerca de 50 a 70% das gestantes irão desenvolver varizes durante a gestação, incluindo todas as apresentações clínicas, como vasinhos, microvarizes e varizes.

Isso acontece devido à combinação de diversos fatores, como aumentos hormonais de progesterona, compressão do útero, herança genética, aumento do sangue circulante e outras modificações fisiológicas.

Pela menos 2/3 dessas varizes irão surgir no primeiro trimestre da gravidez, indicando que as medidas de prevenção já devem ser tomadas no início da gestação ou, caso já se identifique fatores de risco, iniciem antes mesmo da gestação.

Quais são as medidas que devo tomar para prevenir problemas circulatórios durante a gravidez?

Não há nenhuma medida comprovada em estudos que evite o aparecimento de varizes e vasinhos.

Porém a consulta com cirurgião vascular antes da gravidez se faz importante para se identificar os fatores de risco que levam o aparecimento das doenças circulatórias, auxiliando no planejamento de medias de auxílio que possam ser iniciadas antes e durante a gestação, pensando no conforto da gestante e prevenção das complicações relacionadas.

Algumas medidas podem ser tomadas para a prevenção do aparecimento dos vasinhos e varizes em gestantes, são elas:

  • Controlar o peso durante a gravidez;
  • Praticar atividade física semanalmente – caminhada, alongamento, ioga, hidroginástica – para estimular a circulação venosa e linfática;
  • Fazer drenagem linfática semanal para auxiliar na redução e prevenção do inchaço nas pernas;
  • Repouso com os membros elevados várias vezes ao dia intercalado com os períodos de pé;
  • Evitar usar calças apertadas que garroteiem a circulação já no início da gestação.

Quais são as vantagens da meia de compressão durante a gestação?

O uso da meia compressiva não foi associado à prevenção do aparecimento de varizes durante a gestação, porém em caso sintomáticos, reduz os sintomas que as acompanham e previne complicações, como flebites, trombose e inchaço nas pernas.

Vale ressaltar que, mesmo sem o aparecimento de varizes, 50% das gestantes terão inchaço nas pernas, que pode ser controlado com o auxílio da meia compressiva.

Qual meia de compressão escolher na gestação?

No início da gestação, pode ser suficiente o uso de meia de compressão ¾ de classe 1 ou 2. Porém, durante a gestação, este tipo de meia pode gerar incômodo e ser necessária a troca para meia de compressão específica para gestante.

Outro fator que deve ser atentado é quanto ao tamanho da meia, que pode mudar com o avançar da gestação. Usar meias de tamanho inadequado pode piorar os sintomas.

Tenho varizes e desejo engravidar, devo tratar minhas varizes antes ou depois?

A escolha do momento certo do tratamento das varizes é muito individualizada e deve ser feito em decisão conjunta entre o (a) cirurgião vascular e a paciente.  

Para auxiliar nessa decisão, leve em consideração que durante a gravidez há uma tendência de piora das varizes, dos sintomas e aparecimento de complicações e, dessa forma, a opção do tratamento de casos mais avançados antes da gravidez pode ser mais seguro.

Tenho varizes e já estou grávida, há algum tratamento disponível durante a gestação?

Os tratamentos invasivos para varizes estão contraindicados durante a gravidez, por não haver estudos que comprovem segurança para a mãe e o bebê.

Porém o uso de alguns medicamentos pode auxiliar na redução dos sintomas, devendo ser prescritos por médico, pois são contraindicados em alguns casos.

Além dos medicamentos, as medidas para melhora da circulação devem ser feitas por todas as gestantes, associado ao uso de meia de compressão adequada ao seu caso.

Depois da gestação, quando estarei autorizada a tratar varizes e vasinhos da gravidez?

Nas seis primeiras semanas após o parto, o risco de complicações associadas aos procedimentos invasivos, como trombose, ainda é aumentado. Por este motivo, evitamos fazer qualquer procedimento nesse período.

Outro fator determinante é se a mulher está amamentando, pois torna alguns procedimentos e substâncias contraindicados.

Se você já está em período de gestação não poderá operar, mas a boa notícia é que se você estiver em sua primeira gestação, muitas vezes após o término da gravidez algumas veias que se encontram dilatadas podem voltar ao normal.

Para a segunda gestação, as veias doentes tendem a permanecer. Se for o seu caso, você deverá procurar um especialista em varizes após três meses do parto. Se possível pratique exercícios.

Ficou alguma dúvida em relação as varizes na gestação? Clique aqui e agende uma consulta com nossa cirurgiã vascular!

Posted by Mkt Eclat Clinica